25 de julho de 2016

Novidades para 2016.17

MARIA ULRICH HOJE

"Educar, em qualquer idade, é fazer crescer" é provavelmente a frase mais conhecida de Maria Ulrich. É, certamente, a mais repetida na Fundação.
À luz do seu pensamento e da sua vida, foi confiada à FMU a missão de continuar a obra "da Maria". Que sentido faz isto hoje, quase 30 anos após a sua morte, num mundo totalmente diferente?
Mais do que fazer como ela fazia - desejando a mesma rectidão de caráter e o mesmo ímpeto de coração; mais do que ser como ela era - única, dizem as suas amigas, na sua força e no seu temperamento... Mais do que tudo isso, Maria Ulrich deixou-nos o critério que ela própria aprendera na Acção Católica: ver, julgar e agir.
O desafio de manter viva a obra da Maria é imenso e consiste em ver, julgar e agir no mundo de hoje.
É urgente ver. Em crise está também hoje a capacidade de ver, de olhar; é preciso recuperar um olhar sincero e atento à realidade, aos alunos, às famílias, aos educadores. Ver todas as dimensões e perspectivas, ver na totalidade.
É urgente julgar. Um olhar atento pede uma razão alargada. O juízo e o discernimento são fundamentais para vencer o tédio e a tibieza que Maria Ulrich tanto rejeitava. Se arriscarmos assim, avançaremos sem sucumbir à moda e ao poder, com entusiasmo para oferecer aos que connosco se cruzam a possibilidade de um caminho humano.
É urgente agir. Agir porque, como dizia a Maria, "não se sabe o que se quer até que se faz". Agir porque a vida social cresce e desenvolve-se apenas com pessoas que constroem com um ideal partilhado.
A FMU arrisca ser, mais um ano, um lugar de educação, de formação e de cultura, para que possamos crescer e fazer crescer. Como a Maria desejou.
Catarina Almeida

CONHEÇA JÁ ALGUMAS DAS NOVIDADES PARA O ANO 2016.17!
Clique nos títulos para saber mais.
[mais] educação tem como objetivo potenciar o desenvolvimento e a inclusão das crianças com perturbações do desenvolvimento e da aprendizagem, através da intervenção específica de profissionais, e propõe uma abordagem articulada com a família e a escola, para promover o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida das famílias.

[MAIS] ARTE
Oferece aulas de Desenho e Pintura para crianças de jovens, em grupos com o máximo de 5 alunos, permitindo um acompanhamento individual e personalizado, para que os alunos melhorem as suas capacidade artísticas e desenvolvam a sua expressividade.


FORMAÇÃO O CÉREBRO QUE APRENDE
Trata-se de um percurso transversal ao dia-a-dia da Creche e do Pré-escolar, a partir do contributo da Neuroeducação nas dimensões cognitiva, social e espiritual, bem como noutros aspectos relevantes. 
Tem como objetivo desenvolver e aprofundar ferramentas teórico-práticas para o relacionamento profissional ou familiar com crianças e jovens com necessidades educativas especiais. Este Ciclo aborda a PHDA, Trissomia 21, o Apoio Familiar e os programas de Intervenção Precoce.


Os seminários de Outubro e Novembro serão dedicados ao 1º Ciclo e oferecem uma reflexão sobre alguns dos temas relacionados com a aprendizagem e o crescimento dos 6 aos 10 anos.

3 de junho de 2016

Participação no Workshop "Aprender a pensar, aprender a raciocinar"

Fundação Maria Ulrich interveio ontem no workshop "Aprender a pensar, aprender a raciocinar", promovido pela Be Education, uma realidade congénere espanhola, com uma comunicação de Catarina Almeida sobre "A influência da argumentação no processo de ensino-aprendizagem".